conecte-se conosco


Filmes

John Wick 3 tem cenas pós-créditos?

Publicado

em

John Wick 3: Parabellum já chegou aos cinemas brasileiros, com a promessa de mais pancadaria e cenas de ação estilizadas – tudo com a presença sempre marcante do incomparável Keanu Reeves.

Mesmo que Parabellum não se venda como um capítulo final, considerando também que o diretor Chad Stahelski e o próprio Reeves já expressaram o desejo de realizar continuações, o novo filme não traz nenhuma surpresa ao final dos créditos finais.

Ao fim do longa, temos apenas uma bela sequência de créditos finais, trazendo gráficos e modelos CG de cenas do filme. E ainda que não seja exatamente um easter egg, os créditos trazem uma dedicatória ao ator sueco Michael Nqyvist, que interpretou o vilão no primeiro John Wick, e faleceu tragicamente em 2017.

Pessoalmente, também é bom ver que a produção, notavelmente, passou com o aviso de que nenhum animal foi machucado durante as gravações. É um alento, especialmente depois de vermos cães e cavalos se metendo em impressionantes cenas de ação.

John Wick 3: Parabellum é o terceiro de uma trilogia de extremo sucesso, iniciada em 2014. Não apenas comercialmente, os bons resultados das obras também estão no campo da bilheteria, o que fez possível a realização de sequências.

O elenco principal de John Wick 3: Parabellum conta com Keanu Reeves, Halle Berry, Ian McShane, Laurence Fishburne, Anjelica Huston, Mark Dacascos, Robin Lord Taylor e Jason Mantzoukas.

A direção fica por conta de Chad Stahelski, que dirigiu o segundo filme.

John Wick 3: Parabellum está em exibição nos cinemas.

 

via: observatoriodocinema

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =

Filmes

Homem-Aranha quase ganhou filme de terror nos anos 80

Publicado

em

O Homem-Aranha podia ter uma história bem diferente no cinema. A sua primeira aparição poderia ser um filme de terror, dando uma origem bem diferente ao personagem.

Nos anos 80, a Cannon Films comprou os direitos do personagem por cinco anos. O projeto pensado para o herói seria uma adaptação de terror, com direção de Tobe Hooper (O Massacre da Serra Elétrica) e roteiro de Leslie Stevens (A Quinta Dimensão).

O Digital Spy revelou o resumo do projeto. “Ao invés de ser picado por uma aranha radioativa, Parker seria deliberadamente bombardeado por um cientista – chamado de Doutor Zork – que transforma o fotógrafo profissional (não um estudante ou jornalista) em um Homem-Aranha gigante, com oito braços, que é tão monstruoso que começa a atacar todo mundo”, afirma a descrição.

Esse Homem-Aranha seria criado para “liderar” uma nova raça de mutantes. Mas, ele se negaria e começaria a lutar contra os seus próprios criadores.

O site conta que Stan Lee, criador do personagem, não gostou da ideia. Assim, convenceu que a Cannon desistisse do projeto, o que acabou acontecendo.

No momento, o herói, em sua versão clássica, retorna aos cinemas com Homem-Aranha: Longe de Casa, com estreia para 4 de julho.

 

via: observatoriodocinema

Continue lendo

Mais Lidas da Semana