conecte-se conosco


Curiosidades

7 MAIS ESTRANHAS ÚLTIMAS REFEIÇÕES JÁ PEDIDAS POR PRESOS ANTES DA MORTE

Publicado

em

O corredor da morte é um termo usado para uma seção do presídio que tem condenados à morte que esperam por sua execução. E depois de serem condenados, os presos ficam nessa parte da prisão durante o processo de apelação ou até o dia da sua morte.

Tudo que envolve o corredor da morte é rodeado de mistérios. E você já chegou a se perguntar o que as pessoas prestes a morrer pedem como sua última refeição? Coisas como um pedido de cinco quilos de queijo e 10 xícaras de molho até comidas estranhas já foram pedidas em uma última refeição. Listamos aqui algumas das refeições mais estranhas.

1 – Saddam Hussein

O ex-presidente do Iraque foi executado por enforcamento em 2006. A sua última refeição é um pouco misteriosa, algumas fontes afirmam que ele pediu comida ocidental, um hambúrguer e batatas fritas. Outras pessoas dizem que ele comeu frango e arroz schwarma.

2 – Adolf Eichmann

Esse oficial do alto escalão nazista e organizador do Holocausto foi enforcado em 1962, em Israel. Eichmann não quis uma última refeição, ao invés disso, ele pediu uma garrafa de Carmel, que é um vinho israelense seco e vermelho, e antes de morrer, ele bebeu metade da garrafa.

3 – Ricky Ray Rector

Esse homem foi executado pelo assassinato do policial Robert Martin. A sua última refeição não foi muito estranha. Ele pediu um bife, frango frito, refrigerante de cereja e uma torta de nozes. O que foi estranho foi que ele deixou a torta e disse ao guarda que ele estava “guardando para mais tarde”.

4 – Peter J. Miniel

Esse homem foi condenado por matar outro por espancamento e facadas e a refeição dele foi uma das maiores no corredor da morte. Ele pediu 20 tacos de carne bovina, 20 encilhadas, dois cheeseburguers, uma pizza de jalapeño, frango frito, espaguete, bolo de frutas, metade de um bolo de chocolate e metade de um bolo de baunilha, biscoitos, sorvete de caramelo de nozes pecan, duas cocas, duas pepsi, duas cervejas e dois copos de suco de laranja.

5 – Lawrence Russell Brewer

O pedido desse assassino foi um dos mais estranhos e grandes. Ele pediu dois filés de frango frito e anéis de cebola, um cheeseburguer de bacon de carne tripla com tudo ao lado, uma omelete de queijo com carne moída, tomate, cebola, pimentão e jalapeños, uma tigela de quiabo frito com ketchup, um quilo de carne assada e metade de um pão branco, três fajitas com todas as coberturas, uma pizza meat lovers, uma caneca de sorvete de baunilha, uma fatia de manteiga de amendoim amassada e três cervejas. O pedido foi muito grande e a maioria das prisões não cede a um pedido tão grande, mas o sistema prisional do Texas o fez. E quando a comida chegou, Brewer se recusou a comer e disse que não estava com fome.

6 – Odell Barnes

Odell Barnes foi condenado pelo assassinato de Helen Bass, em 1989. E quando ele foi ser executado pelo estado do Texas, ele disse que não queria uma refeição e ao invés disso, ele pediu justiça, igualdade e a paz mundial.

7 – Ronnie Lee Gardner

A última refeição desse condenado teve uma reviravolta. O seu pedido foi um filé, lagosta, torta de maçã com sorvete de baunilha e um refrigerante. Além dessa comida, Gardner também pediu a trilogia de Senhor dos Anéis e ele assistiu enquanto lia a Justiça Divina em jejum de 48 horas antes de sua execução.

 

via: fatosdesconhecidos

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 10 =

Curiosidades

IMAGENS MOSTRAM UMA INCRÍVEL ”NUVEM DE PÓLEN” QUE ATINGIU OS EUA

Publicado

em

O mundo teme diversos apocalipses. Uma onda de desastres naturais destruidores que podem levar a maior parte da população mundial à morte, o famoso apocalipse zumbi ou invasão alienígena. No entanto, ninguém jamais temeu um “polenpocalipse”. Se você planeja ir à Carolina do Norte, nos Estados Unidos, é recomendado deixar a janela bem fechada. Além disso, coloque bons óculos de proteção e se proteja com alguns lençóis, pois o local foi invadido por uma nuvem de pólen. Um tsunami tem descido pelo céu e assustou diversas pessoas que estavam no local.

Na segunda-feira (15), Jeremy Gilchrist, um fotógrafo, capturou algumas imagens incríveis do que ele chamou de “Polenpocalypse”. As fotografias foram feitas em Durham, na cidade de Carolina do Norte. A cidade declarou através de um alerta que os níveis de pólen no local estavam muito acima do normal. Estavam altos e preocupantes. Essa nuvem é capaz de fazer mal a qualquer pessoa que sofre com alergia disso, logo é recomendado se proteger ao máximo e não entrar em contato com essa nuvem que chega ao solo.

Para registrar tudo com fotografias, Gilchrist utilizou um drone, e assim obteve melhor resultado. Isso lhe permitiu pegar a melhor visão do cenário assustador diante dele. Em uma entrevista à CNN, Jeremy disse que apenas editou levemente suas fotos antes de compartilhá-las nas redes sociais. Segundo ele, bastou ajustar o contraste para combinar com o que seria visto a olho nu ainda do solo. As condições secas e arejadas ajudaram o pólen a se acumular no ambiente antes de ser arrastado por uma chuva forte que aconteceu.

Segundo o Mapa Nacional de Alergias da Pollen.com, diversos estados do sul e do sudeste americano estão sendo afetados atualmente por esse alto nível de pólen. Esses vão do Arizona ao Arkansas e a Nova York. Ainda segundo o site, as piores cidades para isso, que mais sofrem atualmente com a condição de febre do feno, são Huntington, Louisville, Memphis, Lexington e Huntsville. Um dos principais motivos para esse mal é a mudança climática extrema. Nos últimos anos, a maré de pólen que acompanha o início da primavera tem aumentado bastante.

Um mundo em aquecimento graças à mudança climática pelo homem traz para frente e testa a temporada de pólen. Isso ajuda as plantas a liberarem ainda mais pólen do que o normal. Infelizmente, isso piora cada vez mais. Nos últimos anos, o potencial tem aumentado e acreditam que vai aumentar ainda mais nos próximos. Como dissemos, é um perigo para quem sofre de alergia à pólen, pois isso causa um surto indesejável aos olhos, deixando-os totalmente irritados. Além disso, o nariz fica irritado, escorrendo e coçando.

“Tornou-se o modelo dos impactos da mudança climática na saúde”, disse Jeffrey Domain, diretor do Centro de Alergia, Asma e Imunologia do Alasca, à Vox. A névoa amarela, que desce sobre os Estados Unidos, é apenas um lembrete de que precisamos nos ater aos objetivos do Acordo de Paris, mantendo o aquecimento global ao mínimo. Para as pessoas que sofrem de febre do feno, o futuro parece ser um péssimo lugar.

Vídeo da nuvem de pólen

 

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

 

 

via: fatosdesconhecidos

Continue lendo

Mais Lidas da Semana